quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Festa de Dia dos Mortos em Vitória

Festa de Los Muertos celebra tradição mexicana em Vitória Barracas com drinques e comidas típicas, sorteio de prêmios, maquiagem, DJs e exposição de caveiras estão na programação Tradicionalmente, o Dia de Finados no México é um dia de festa. Os mexicanos celebram a lembrança dos que já se foram com música, dança e comida típica, transformando os símbolos associados à morte em motivo de diversão. As caveiras estão por toda a parte, a mesa é farta e a decoração aposta em sombreros coloridos, flores e plumas. Para marcar a data como manda a tradição, o Los Chicos Culinária Mexicana realiza neste sábado, 2 de novembro, mais uma edição da Festa de Los Muertos. O restaurante será preparado especialmente para a ocasião e terá um esquema de funcionamento diferente. Barracas de comidas como guacamole, nacho cheese, chilli beans, tacos e burritos, bebidas como Margaritas, tequila e cerveja, uma exposição de caveiras da artista plástica carioca Juliana Cabeza e apresentação dos DJs Ricardo Cabelo e Mr. Dedus estão na programação. Toda a equipe do Los Chicos vai trabalhar a carater, com maquiagem feita pela artista Giulia Dessaune. A maquiadora estará no local produzindo também os clientes que quiserem com alusões ao Dia dos Mortos. A já tradicional Piñata volta a ser montada no teto do restaurante, como nos últimos dois anos, remetendo a uma brincadeira muito conhecida no México e sorteando prêmios para os clientes. SOBRE A FESTA Festa de Los Muertos. Sábado, 2 de novembro, a partir das 19h, no Los Chicos Culinária Mexicana. Barracas com comidas e bebidas típicas, maquiagem de Giulia Dessaune, exposição de caveiras de Juliana Cabeza e apresentação dos DJs Ricardo Cabelo e Mr. Dedus. Entrada franca. Às 22h, haverá o estouro da tradicional Piñata, com sorteio de brindes para os clientes. Rua Desembargador Demerval Lírio, 56, Mata da Praia, Vitória. (27) 3207-7147 SOBRE O DIA DOS MORTOS MEXICANO “A representação da morte no México é sorridente”, ensina o escritor Fernando Salazar Bañol. A familiaridade com a morte está tão arraigada na alma mexicana que, ainda hoje, existe uma ideia muito forte de que os mortos têm licença para visitar seus parentes do mundo dos vivos, na época de Finados. No dia primeiro, Dia de Todos os Santos, também chamado Dia dos Santos Inocentes, os visitantes são as crianças. Os mortos adultos só aparecem no dia seguinte. As manifestações populares que acontecem nos dias 1 e 2 de novembro são o resultado de uma forma de sincretismo, que mistura elementos do catolicismo popular, com rituais antiqüíssimos, típicos dos povos que habitavam o México milênios antes da chegada dos espanhóis: os olmecas, os teotihuacanos, os maias, os zapotecas, os mixtecos, os toltecas e os mexicas. Para recebê-los, as casas são enfeitadas No lugar mais importante da casa, um altar é preparado em três andares, simbolizando a Santíssima Trindade, ou o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Nele, além da figura do santo da devoção da família e de imagens de Jesus Cristo, colocam-se fotos, água, frutas e os pratos de comida favoritos do ancestral que se quer honrar. O banquete é preparado com um cuidado respeitoso, não podem faltar receitas mexicanas tradicionais, o famoso pan de muertos, uma torta com decorações que imitam ossos e as caveiras de açúcar, que as crianças adoram. Hoje, nas cidades, em vez de fazer uma festa em casa, as pessoas preferem levar a refeição para os cemitérios, onde passam o dia lavando os túmulos e decorando-os com muitas flores. Lá eles rezam, choram, cantam e, eventualmente, se embriagam, porque entendem, afinal, que a morte é um fenômeno inseparável da vida. E, para os mexicanos, a melhor forma de enfrentá-la, é rir e brincar com ela.

terça-feira, 23 de julho de 2013

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Exposição na Chilli Beans em SP

Neste sábado dia 13/07 estarei expondo minhas peças no evento de lançamento da coleção México da Chilli Beans na loja da Oscar Freire. Vocês estão todos convidados!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013